Hoje é o Primeiro Dia…

Hoje é o Primeiro Dia…

Podia ser o “do resto da minha vida”, mas é o “do resto da vida do blog”!

Hoje é o primeiro dia de um novo começo, o primeiro de muitos re-começos, e após uma pausa prolongada por estes lados, aqui estou de novo para re-começar a partilhar receitas e muito mais. Ora leiam até ao fim!

Os nossos projectos pessoais são como filhos: primeiro pensados e planeados, depois encubados, para a posteriori nascerem e serem apresentados. E tal como os bebés e as crianças, eles também precisam de um tratamento especial, de cuidado, e sobretudo de muito investimento pessoal (tempo e dedicação) para se manterem vivos!

Este projecto nasceu como meu primeiro filho em 2012. Na altura vivia em Portugal, trabalhava a tempo inteiro numa agência de publicidade e fazia trabalhos de freelancer em part-time. A minha ideia era no entanto, partilhar receitas simples do dia-a-dia cá de casa. E apesar de ter sido inicialmente um espaço de publicação de receitas apenas, havia sido pensado para ir crescendo, alargando o seu âmbito a outro tipo de conteúdos, a outro tipo de artigos e receitas. Como faço muitas coisas homemade, algumas delas tão simples e acessíveis ao comum dos mortais, queria sistematizar e transformar toda essa informação em artigos de Dicas, DIY, Receitas, etc.

Porém fiquei-me apenas pelas intenções e entretanto, a tal da disponibilidade acabou por me trair. Além do trabalho que já me dava que fazer, encontrei-me com a Maternidade, com o nascimento o meu segundo filho, o primeiro biológico! O Benjamim veio dar, ainda mais, sentido à minha vida, à minha relação com o Pai dele, e inaugurar o conceito de Família em minha casa. Primeiro filho precisa de todas as atenções focadas e de todos os cuidados, principalmente porque a nossa experiência é nula, e as insegurança e incertezas andam sempre a pairar no ar. Acabamos por duvidar um pouco das nossas convicções quando algo ou alguém as põe em causa, as decisões mais simples acabam por ter um impacto 20 vezes acima do normal, até que um belo dia tudo volta à normalidade! A partir daí começou também a nossa aventura de viagens e, entre duas paragens mais curtas por Angola e Moçambique, fomos viver para a ilha de Malta.

Estes foram os motivos mais do que justificados para a primeira paragem! Para mim paragens são momentos de encontro, são as situações certas para abrandar, para pensar, para reflectir, para decidir, para depois regressar (ou não).

A chegada deste filho, depois destas mudanças todas, devolveu-me a vontade de voltar a partilhar receitas (após um ano do seu nascimento), porque os nossos hábitos alimentares também se ajustaram um pouco com a sua chegada. Assim comecei a publicar receitas ainda mais saudáveis, e totalmente aptas para crianças, receitas sem açucar, fáceis de colocar em prática no dia-a-dia de qualquer família. Com ele deixámos de consumir açucar cá em casa, e foi a decisão mais acertada que tomámos, depois de nos termos tornado vegetarianos! 🙂

Depois o blog foi seguindo o seu curso até se deparar com o acontecimento oposto! E foi com grande decepção e tristeza, que a doença e morte do meu Pai em 2017, me fizeram abrandar novamente o ritmo, culminando noutra paragem que acabou por se revelar mais prolongada. Esse ano foi ano de regresso a Portugal, e de reencontro com a Maternidade, exactamente 6 meses depois deste fatídico momento. O dia 29 de Setembro marcou o meu renascimento enquanto Mãe, com a chegada do meu doce Afonsinho!

Segundo filho já tudo se faz de olhos vendados, mas temos de aplicar alguns pózinhos mágicos e truques de magia para nos conseguirmos desdobrar e dividir por duas cabeças! E foi neste contexto de acolhimento a uma nova vida, que uma nova mudança se fez anunciar, e a família agora de 4, apanhou de novo um avião de novo para uma África, desta vez mais profunda, até ao norte da Guiné (Conacri) onde estivemos a viver por mais uma temporada.

Todos estes acontecimentos trouxeram consigo sentimentos extremos: recordações boas e más, altos e baixos, momentos de luz e de trevas, euforia e desânimo, mas cada um deles conseguiu ensinar-me diferentes lições: que a vida acontece, que há pessoas que passam por ela apenas, outras que vêm para ficar, outras que têm forçosamente que sair, que podemos e devemos abrandar e parar para refletir, mas não devemos nunca desistir!

No meio deste processo todo e com a minha vida a acontecer a um ritmo tão acelerado, pensei muito se abandonava ou não o blog. Desdobrei-me muitas vezes entre trabalho a tempo inteiro, receitas, família e filhos… Mas se há coisa que eu detesto nesta vida é desistir seja do que for, e assumi-lo publicamente só me vem trazer, ainda mais, força para continuar este projecto que eu fiz nascer e que tanto já testemunhou a meu respeito quer pessoal quer profissionalmente.

Em 2018 o regresso a Portugal, na tranquilidade do Alentejo, foi tempo de recarregar baterias, olear motores e resgatar projectos antigos arrumados na gaveta.

Como podem ver o site está renovado, fizemos um lifting para aparecer de “cara lavada” neste novo começo. Assim, além do espaço habitual de receitas, criei uma nova área que denominei de Eco-Blog, onde vou partilhar todos os meus apontamentos verdes. Serão conteúdos de várias temáticas em volta da alimentação, estilo de vida vegetariano, dicas ecológicas, zero waste, DIY´s ou pura e simplesmente artigos de reflexão ou de opinião. Como se diz “o bom filho à casa torna”, e sete anos depois do início do projecto vou finalmente colocar em prática todas as ideias iniciais que andavam cá dentro a fervilhar há tanto tempo!

Espero encontrar-vos mais vezes por aqui.

Obrigada!



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *