© 2015 Receita para tudo Raw Vegan Mince Pies

Raw Vegan Mince Pies

Hoje é dia de festa aqui no blog. Completamos 3 anos de vida e estamos aqui para festejar! O tempo voa, já se sabe, e estes 3 anos não foram excepção. Muita coisa aconteceu neste intervalo de tempo na minha vida e a mais importante de todas foi, sem dúvida, a Maternidade. É o meu filho que me inspira, também, a criar mais e melhores receitas no nosso dia-a-dia que convosco aqui partilho. E é muito bom saber que desse lado nos seguem, nos acompanham, nos lêem e que vamos crescendo a cada dia, semana, mês e a cada ano que passa. O desejo de vir cá partilhar mais receitas é muito mas o tempo, ou a falta dele, é sempre o nosso pior inimigo, principalmente quando tempos dois trabalhos a tempo inteiro: um fora e um de Mãe, mas vou fazendo o máximo que posso!

A receita que escolhi para festejar o nosso aniversário foi a mesma que decidi fazer para responder ao desafio de criar uma Receita de Natal para o Universo dos Alimentos da minha querida Maria de Lurdes. As Mince Pies são típicas no Natal cá em Malta, uma tradição que vem dos tempos da colonização britânica. Do que pesquisei percebi que a receita original remonta ao Século XVI/XVII e à Terra Santa e levava carne picada no recheio. Depois chegou ao Reino Unido pelas mãos dos Cruzados e as frutas secas e especiarias foram incorporadas na receita original. A estrela desenhada na cobertura representa a Estrela de Belém. Sem mais demora apresento-vos então a minha versão vegan e crua deste doce tradicional de Natal. Ah esqueci-me de referir que também é normal usar-se Brandy no recheio das Mince Pies mas como aqui somos “kids friendly” dispensamos bebidas alcoólicas. Ficaram simplesmente maravilhosas, acreditem. Ponham esta receita em prática e não se vão arrepender. Garanto-vos!

 

Ingredientes

Base
– 1 chávena de farinha de coco
– 2 chávenas de cajú torrado triturado
– 6 tâmaras descaroçadas
– 4 colheres de sopa de sumo de limão
– 4 colheres de sopa de água
– pitada de sal

Recheio:
– 1 chávena de sultanas
– 1 chávena de mirtilos desidratados
– 1 chávena de groselhas desidratadas
– sumo de 1 laranja (podem colocar 2)
– 2 colheres de sopa de raspa de laranja (ou mais a gosto)
– 4 colheres de sopa de coco ralado
– 8 tâmaras descaroçadas
– 1 colher de sopa de canela
– noz moscada
– pitada de sal

Topo:
– 3/4 chávena de cajú torrado triturado
– 1 colher de sopa de limão
– 1 colher de sopa de óleo de côco
– 3 tâmaras descaroçadas
– 4 colheres de sopa de água
– pitada de sal

 

Como se fazem as Mince Pies?

1. Primeiro prepara-se a base: misturam-se todos os ingredientes num processador de comida e forma-se uma bola com a massa. Distribui-se a massa em pedaços pelas forminha e começa-se a moldar com os polegares desde a base até ao topo das formas. Caso não tenham nenhum processador de comida e só tenham varinha mágica, como é o meu caso aqui, demolhem um pouco os cajús com as tâmaras em água quente (cerca de 15 min.) para poderem amolecer um pouco e ser mais fácil de triturar.

2. Leva-se a massa a desidratar num desidratador ou no forno. Eu não tenho desidratador por isso fiz no forno, a temperatura recomendada é de 100º e a porta do forno deve estar aberta para o efeito, usei a distância de uma colher de sopa, consegui prendê-la e manter a porta aberta. Deve-se deixar 3h e no final dessas 3h, remover das formas, e voltar a colocá-las num tabuleiro por mais 8h ou até perceberem que a massa está pronta, ou seja, crocante. No meu caso demorou muito menos tempo, mas o meu forno é mesmo muito rápido. Este tempo vai sempre depender de cada forno.

3. Para o recheio só é necessário misturar bem todos os ingredientes e passar com a varinha mágica. Por fim adiciona-se o coco ralado e envolve-se bem. Leva-se ao frigorífico a repousar enquanto a massa está a cozinhar. Há quem deixe o recheio feito de véspera para ganhar mais sabor mas eu não senti essa necessidade.

4. Para o topo utiliza-se o mesmo procedimento que se usou para a base, ou seja, trituram-se todos os ingredientes. Usem a mesma dica de demolhar caso estejam a utilizar somente a varinha mágica. Molda-se uma bola de massa e reserva-se.

5. Depois da massa estar cozinhada, retiram-se as formas (de massa já cozinhada) do forno, recheiam-se com o preparado de frutas (aqui também se pode adicionar ao preparado frutos secos a gosto: amêndoa ou avelã torradas por exemplo). Com a ajuda das mãos molda-se uma pequena tampa circular, ou para obedecer à traça original, uma estrela. Tapam-se as tartes e polvilha-se com canela.

Comentar esta receita

O email nunca é publicado ou partilhado. É obrigatório o preenchimento dos campos marcados por um *

*
*
Top blogs de receitas
24Kitchen.pt recomenda este blog
Follow